Apresentação

EDITORIAL

Apesar de ter sido criada por juristas académicos portugueses, a DSR nasceu para ter (entre outras) uma dimensão heterodoxa. Talvez isso explique por que procedemos neste número (e não num que tivesse um valor simbólico habitual) a um pequeno balanço de que tem sido a nossa Revista.

Desde o início do projeto, em 2009, publicámos, contando este, 13 números – sempre nas ocasiões previstas (primavera e outono de cada ano). Além disso, na sequência de cada um dos três Congressos DSR/Almedina que promovemos em parceria com a nossa Editora (em outubro de 2010, abril de 2012, e abril de 2014), foram publicados volumes com os textos-base das comunicações nelas feitas.

Tudo somado, contribuímos para a publicação de 172 textos, dos quais 10 de autores estrangeiros. No total, quase 5.000 páginas! Tentámos manter um nível de qualidade elevado e achamos que, no geral, alcançámos esse objetivo.

Não damos, porém, a nossa tarefa por finda. Continuaremos a procurar cumprir os objetivos que anunciámos no primeiro número, assumindo o compromisso de tentar sempre fazer melhor. Contamos com os leitores para nos ajudarem.

PEDRO PAIS DE VASCONCELOS
J. M. COUTINHO DE ABREU
RUI PINTO DUARTE

Novidades

Novidade 3

Brevemente Online

Ler +

Novidade 2

Brevemente Online

Ler +

Novidade 1

Brevemente Online

Ler +